CRYOTEC - Cryopreservation on boar semen: a physical, cellular and genetic approach to preserve sperm fertility after thawing

DESIGNAÇÃO DO PROJETO:

CRYOTEC - Cryopreservation on boar semen: a physical, cellular and genetic approach to preserve sperm fertility after thawing

 

CÓDIGO DO PROJETO:

ACORES-01-0145-FEDER-000092

 

OBJETIVO PRINCIPAL:

Além do aumento da eficiência do ponto de vista técnico, a criopreservação aumentará a eficiência do ponto de vista económico, melhorando os proveitos dos suinicultores proporcionando melhores condições para a economia de escala e aumentar a produção de qualidade e orientada para a especialização inteligente. Este projeto poderá melhorar a logística inerente à contratação de fornecedores de sémen, melhoria de condições para a criação de novas empresas na área da biotecnologia, melhoria dos valores de stock e disponibilização do sémen em períodos sazonais de menor produtividade do ativo existente das explorações. No global, o sucesso deste projeto poderá proporcionar melhores condições para as empresas suinícolas, permitindo-lhes usar um novo método para responder ao mercado, melhorar a sua sustentabilidade do ponto de vista financeiro, reduzir constrangimentos logísticos, levando a um aumento da competitividade do mercado da carne de suíno dos Açores.

 

ENTIDADE BENEFICIÁRIA: Fundação Gaspar Frutuoso / Universidade dos Açores

CUSTO TOTAL ELEGÍVEL: 179.998,28 €

FUNDO EUROPEU DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL (FEDER): 152.958,54 €

 

DESCRIÇÃO:

As metodologias utilizadas no decorrer deste projeto por forma a atingir os objetivos propostos são, numa primeira fase, após a recolha do sémen de varrasco, a utilização de diferentes diluidores, a adição de antioxidantes, assim como diferentes curvas de congelação por forma a permitir aumentar a percentagem de espermatozoides vivos e com capacidade fecundante após sua descongelação.

Numa segunda fase, será efetuada a recolha de ovários de porcas abatidas no matadouro local, posterior punção dos ovócitos, maturação e fertilização in vitro usando sémen fresco e descongelado, permitindo-nos comparar a capacidade fecundante do sémen congelado.

Numa terceira fase, utilizaremos o sémen congelado para inseminação artificial em porcas, bem como a implantação dos embriões produzidos in vitro, em porcas, permitindo-nos comparar os resultados obtidos com os métodos desenvolvidos versus os métodos tradicionais.

 

RESULTADOS:

Os resultados deste projeto podem ser divididos em duas etapas:

- Numa primeira etapa a viabilidade/capacidade fertilizante do sémen de varrasco após a descongelação permite-nos inferir do melhor protocolo de congelação de sémen de varrasco quer em termos de atividade metabólica espermática, quer em termos de parâmetros físico, como a capacidade de movimento, velocidade de deslocamento, integridade da célula espermática, entre outros. Estes resultados obtidos in vitro, serão complementados com os resultados da capacidade fecundante in vitro a partir da fecundação de ovócitos maturados em laboratório em tempos diferentes, bem como d protocolo de congelação/descongelação do sémen. Os resultados obtidos nesta fase, quer em termos de viabilidade/motilidade quer em termos de capacidade fecundante permitirão a passagem à fase in vivo em que a viabilidade do sémen congelado/descongelado, bem como dos embriões produzidos in vitro, será testada utilizando os efetivos das suiniculturas dos Açores que aderiram ao projeto. Esperemos que no final da investigação possamos obter uma taxa de fecundidade e prolificidade idêntica à que se obtém atualmente nas explorações suinícolas utilizando sémen fresco e refrigerado.

Os resultados do atual projeto vão também servir para obter estimativas de evolução da prolificidade das porcas nas diferentes explorações suinícolas aderentes, uma vez que os colaboradores adstritos a este projeto farão regularmente um controlo dos procedimentos reprodutivos durante todo o ciclo, ou seja desde a inseminação artificial até ao desmame dos leitões e inseminação do próximo ciclo.

Finalmente, pretendemos testar até que ponto é possível aplicar o protocolo desenvolvido para proceder à inseminação artificial como rotina, nomeadamente para produção de leitoas a utilizar como futuras reprodutoras, ou em períodos de escassez de sémen.

Consequentemente, além de avançar no conhecimento fundamental do metabolismo espermático após congelação/descongelação, o projeto CRYOTEC terá várias aplicações potenciais nos domínios, económico e tecnológico, através de múltiplos desafios societais.

Esperamos poder registar uma patente em que todo o procedimento desde a recolha de sémen até á descongelação nos possa conferir direitos de impedir terceiros de produzir, usar, vender, importar, todo o protocolo sem o nosso consentimento, conferindo-nos total exclusividade sobre a gestão desta tecnologia.

Durante o projeto, comunicaremos os nossos resultados à comunidade científica através de publicações em revistas científicas internacionais de alto perfil. Esperamos publicar pelo menos quatro artigos diretamente relacionados a este projeto.

Na fase final do projeto, será organizado um Workshop Científico na Universidade dos Açores para divulgar os resultados entre proprietários/funcionários das suiniculturas locais, estudantes e outros profissionais. Além disso, a Post-Doc associada a este projeto irá liderar ações de formação com as partes interessadas sendo que pelo menos uma dessas sessões será implementada na Ilha de São Miguel.

 

FOTOGRAFIAS: