TASTE - Taste Azores Sustainable Tourism Experiences

DESIGNAÇÃO DO PROJETO:

 TASTE - Taste Azores Sustainable Tourism Experiences

CÓDIGO DO PROJETO:

ACORES-01-0145-FEDER-000106

OBJETIVO PRINCIPAL:

Aumentar a produção científica de qualidade e orientada para a especialização inteligente. Este projeto contribui para a promoção do turismo nos Açores, através da valorização da gastronomia e da produção vinícola regional. O património gastronómico regional, constituinte intangível do património cultural, tem demonstrado ser uma fonte de diferenciação e base de iniciativas de valorização da oferta turística dos destinos. Vincadamente reflexo da cultura local, a herança gastronómica e vinícola dos Açores pode constituir um fator de diferenciação e valorização da oferta do destino Açores, interligando a produção dos setores primários e secundários com as tradições, numa combinação única de experiências sensoriais e racionais, distintas em cada uma das nove ilhas que potenciem o desenvolvimento de uma estratégia de turismo sustentável no arquipélago.

Assim, este projeto procura contribuir através da:

- A elaboração de uma carta gastronómica insular, com base em recolhas que descodifiquem os históricos consumos alimentares do arquipélago;

-  A criação de uma base de dados de produtos (em diálogo com os setores primário e secundário), com a disponibilização de informação georreferenciada (origem, viagem e historial dos produtos típicos);

-  A divulgação dos modos de confeção (tradicionais e atuais) articulados com um perfil de receitas tradicionais inspiradas no património cultural açoriano;

- A promoção de equipamentos culturais da RAA que possuem e/ou apresentam elementos de cariz gastronómico e vinícola (museus de vinho; museus etnográficos; adegas regionais…)

- A otimização do turismo nos Açores com uma oferta cultural baseada na autenticidade e cientificidade do receituário tradicional, valorizando a experiência gastronómica como elemento atrativo do arquipélago;

- A realização de workshops com especialistas nacionais e internacionais, a participação em conferências e congressos nacionais e internacionais e a publicação de artigos científicos e teses de doutoramento e de mestrado;

- A construção de um menu georreferenciado sobre cada produto e receita por concelho ou ilha, segundo se justifique, e a criação de um “caderno de receitas” digital que agregue os produtos regionais (valorização da marca Açores), as técnicas de confeção e de transformação e todo o respetivo enquadramento patrimonial, a ser disponibilizado através de canais eletrónicos.

ENTIDADE BENEFICIÁRIA: Fundação Gaspar Frutuoso / Universidade dos Açores

CUSTO TOTAL ELEGÍVEL: 179. 993,94€

FUNDO EUROPEU DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL (FEDER): 152.994,85€

FOTOGRAFIAS: