Direção Regional da Ciência e da Tecnologia
Acrónimo:M3.3.B/ORG.R.C./010/2022/EDIÇÃO 1
Centro de Custos:1112
Código da Operação:M3.3.B/ORG.R.C./010/2022/EDIÇÃO 1
Título:3º Workshop "Ciência nas Zonas Costeiras": Fajã da Caldeira de Santo Cristo e Fajã dos Cubres
Início-Fim:15-04-2022 - 15-09-2022
Entidade Beneficiária Principal:Fundação Gaspar Frutuoso
Gestores da FGF: Gonçalo Goulart, Paula Oliveira
Investigador Responsável:Ana Cristina Furtado Rebelo
Unidades Orgânicas:FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia
Unidades I&D:CIBIO-A - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos
EntidadeFundação Gaspar Frutuoso
Financiamento Total15.000,00 €
Direção Regional da Ciência e da Tecnologia (100.0 %)15.000,00 €
Principais Objetivos:

Os workshops internacionais “Ciência nas Zonas Costeiras” surgiram da necessidade de melhor conhecer o litoral das ilhas dos Açores. A posição geográfica das ilhas faz com que estas fiquem sujeitas a uma constante ação erosiva pelas ondas do mar. Aliado a este facto, a geologia peculiar, a morfologia das plataformas insulares, e as correntes marítimas que se registam em redor das ilhas fazem com que ocorra o aparecimento de estruturas geomorfológicas únicas a nível global, como são o caso das fajãs detríticas com sistemas lagunares. Uma grande percentagem da população açoriana habita no litoral. Com o aumento espectável da recorrência de eventos de alta energia (i.e., tempestades), e tendo em conta a destruição causada por eventos recentes, tonar-se importante melhor compreender a dinâmica litoral das nossas ilhas, quer ao nível da geologia, da biologia e a nível social. Assim, é proposta a 3ª edição do workshop internacional “Ciência nas Zonas Costeiras”, que decorrerá entre os dias 18-22 de julho na ilha de São Jorge (Fajã da Caldeira de Santo Cristo e Fajã dos Cubres), e de 22-26 de julho na ilha do Pico (Criação Velha e Lajes do Pico).

Descrição do Projeto:

Os workshops internacionais “Ciência nas Zonas Costeiras” surgiram da necessidade de melhor conhecer o litoral das ilhas dos Açores. A posição geográfica das ilhas faz com que estas fiquem sujeitas a uma constante ação erosiva pelas ondas do mar. Aliado a este facto, a geologia peculiar, a morfologia das plataformas insulares, e as correntes marítimas que se registam em redor das ilhas fazem com que ocorra o aparecimento de estruturas geomorfológicas únicas a nível global, como são o caso das fajãs detríticas com sistemas lagunares. Uma grande percentagem da população açoriana habita no litoral. Com o aumento espectável da recorrência de eventos de alta energia (i.e., tempestades), e tendo em conta a destruição causada por eventos recentes, tonar-se importante melhor compreender a dinâmica litoral das nossas ilhas, quer ao nível da geologia, da biologia e a nível social. Assim, é proposta a 3ª edição do workshop internacional “Ciência nas Zonas Costeiras”, que decorrerá entre os dias 18-22 de julho na ilha de São Jorge (Fajã da Caldeira de Santo Cristo e Fajã dos Cubres), e de 22-26 de julho na ilha do Pico (Criação Velha e Lajes do Pico).

Albúm


Evidências/Publicações