Acrónimo:Phorcus
Centro de Custos:1192
Título:Estudo de viabilidade de exploração comercial do caramujo Phorcus sauciatus: avaliação do efetivo populacional nos Açores e dos limites de captura
Início-Fim:06-11-2023 - 30-06-2024
Entidade Beneficiária Principal:Fundação Gaspar Frutuoso
Gestores da FGF: Matilde Pereira
Investigador Responsável:Sérgio Paulo Ávila Campos Marques
Unidades Orgânicas:FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia
Unidades I&D:CIBIO-A - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos
Principais Objetivos:

O troquídeo Phorcus sauciatus (F. C. L. Koch, 1845) existe nas costas de Portugal connental, bem como nos arquipélagos da Madeira, Selvagens e Canárias. O primeiro registo desta espécie nos Açores data de 16 de julho de 2013, quando 7 exemplares foram encontrados na Prainha (costa sul de Santa Maria), durante os trabalhos de campo do 10º workshop internacional “Paleontologia em Ilhas Atlâncas” (Ávila et al., 2015). Em julho de 2014, 668 indivíduos foram estudados, provenientes de um trecho de costa com 1,45 km de extensão, localizado na ilha de Santa Maria, entre a Prainha e a Praia do Calhau. As conclusões deste estudo apontavam para a existência de populações com grande quandade de juvenis, indiciando ainda um estado de colonização recente do habitat, seguido de expansão geográfica. Ávila et al. estimou a chegada inicial, de forma natural, por volta do ano 2006, a que se seguiu um estudo de análise genéca das populações que ocorrem nos Açores. Considerando o contexto acima descrito, a presente prestação de serviços visa a realização de um “Estudo de viabilidade de exploração comercial do caramujo Phorcus sauciatus: avaliação do efevo populacional nos Açores e dos limites de captura”.

Descrição do Projeto:

O troquídeo Phorcus sauciatus (F. C. L. Koch, 1845) existe nas costas de Portugal connental, bem como nos arquipélagos da Madeira, Selvagens e Canárias. O primeiro registo desta espécie nos Açores data de 16 de julho de 2013, quando 7 exemplares foram encontrados na Prainha (costa sul de Santa Maria), durante os trabalhos de campo do 10º workshop internacional “Paleontologia em Ilhas Atlâncas” (Ávila et al., 2015). Em julho de 2014, 668 indivíduos foram estudados, provenientes de um trecho de costa com 1,45 km de extensão, localizado na ilha de Santa Maria, entre a Prainha e a Praia do Calhau. As conclusões deste estudo apontavam para a existência de populações com grande quandade de juvenis, indiciando ainda um estado de colonização recente do habitat, seguido de expansão geográfica. Ávila et al. estimou a chegada inicial, de forma natural, por volta do ano 2006, a que se seguiu um estudo de análise genéca das populações que ocorrem nos Açores. Considerando o contexto acima descrito, a presente prestação de serviços visa a realização de um “Estudo de viabilidade de exploração comercial do caramujo Phorcus sauciatus: avaliação do efevo populacional nos Açores e dos limites de captura”.

Albúm


Evidências/Publicações