PO Açores 2020 - FEDER
Acrónimo:Turiviva+
Centro de Custos:877
Código da Operação:ACORES-01-0145-FEDER-000115
Título:Turismo Sénior: Rotas de Bem-Estar e Vivências Locais num Ecossistema Insular
Início-Fim:01-04-2019 - 30-06-2023
Entidade Beneficiária Principal:Fundação Gaspar Frutuoso
Gestores da FGF: Lúcia Cláudio
Investigador Responsável:Maria Teresa Pires de Medeiros
Unidades Orgânicas:FCSH - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
EntidadeFundação Gaspar Frutuoso
Custo Total Elegível173.673,43 €
PO Açores 2020 - FEDER (85.0 %)147.622,42 €
Direção Regional da Ciência e da Tecnologia (15.0 %)26.051,01 €
Principais Objetivos:

A construção e desenvolvimento do projeto “Turismo sénior: rotas de bem-estar e experiências locais em um ecossistema insular” (Turiviva +) visa alcançar os seguintes objetivos:

a) Conhecer o bem-estar global, o grau de satisfação, as experiências emocionais positivas, o envolvimento com o ecossistema insular da ilha de S. Miguel e as recomendações/sugestões expressas pelos turistas seniores que visitam a ilha de S. Miguel;

b) Testar o modelo PERMA (emoções positivas, envolvimento, relações positivas, significado e realização pessoal) na área do Turismo Positivo, com base em uma amostra de turistas seniores que visitam a ilha de São Miguel;

c) Recolher narrativas de tradições e experiências/relações com os lugares mais emblemáticos da ilha de São Miguel, através de pessoas idosas (65 anos ou mais) dos diferentes municípios da ilha de São Miguel;

d) Recolher através das histórias de vida das pessoas idosas, memórias de tradições e memórias de envolvimento com os lugares entre as pessoas idosas da diáspora açoriana (Estados Unidos da América (costa leste e Califórnia) e Canadá (Toronto e Montreal).

e) Pesquisar e reunir dados sobre o património natural e cultural e a biodiversidade da ilha de São Miguel, nos diferentes municípios;

f) Criar produtos de conteúdo inovador na área do ecossistema insular, nomeadamente nas áreas da biodiversidade, património natural e cultural, promovendo o fluxo de experiências e rotas de bem-estar e de felicidade para os turistas, com vista à otimização da sustentabilidade, criatividade e paz;

g) Criar conteúdo audiovisual com exposição científica dos especialistas da equipa e relatórios de pesquisa; divulgar narrativas e memórias do povo “micaelense” recolhidas localmente e através de memórias distantes, junto de emigrantes na diáspora (Estados Unidos e Canadá) para TIC’s e tecnologia de realidade aumentada;

h) Otimizar as TIC de nova geração e a tecnologia de realidade aumentada para a disseminação e uso pleno dos produtos a serem criados através da divulgação de diversas fontes, tais como, municípios da ilha de S. Miguel e Associação Regional de Turismo dos Açores (ARTA);

i) Desenvolver redes de sinergias entre investigadores e líderes locais para pensar em produtos articulados e sustentáveis;

j) Conhecer e planear adequadamente as atividades que podem ser desenvolvidas e potenciar os recursos disponíveis, que devem ser avaliados em conjunto com os municípios, associações de desenvolvimento local, entre outros, que trabalham nas áreas do património natural e cultural;

k) Construir rotas para o turismo natural e cultural que promovam o bem-estar global para os turistas seniores, em interconexão e cooperação com municípios e associações de desenvolvimento local que trabalham nas áreas do património natural e cultural;

l) Desenvolver informações relevantes relacionadas com os produtos e serviços turísticos a serem disponibilizados através de tecnologias da informação, proporcionando a interação dos turistas com os locais de visita ou a visitar;

m) Avaliar as informações facultadas pelos turistas sobre os produtos/serviços fornecidos e, quando necessário, fazer ajustes para sua melhoria, salvaguardando a manutenção das condições ambientais, paisagísticas, socioculturais e níveis de sustentabilidade dos territórios.

n) Promover os Açores como destino sénior por excelência, divulgando resultados para os agentes de turismo e o público sénior;

o) Aumentar a produção científica de qualidade e orientada para especialização inteligente.

Descrição do Projeto:

O projeto Turismo Sénior: Rotas de Bem-Estar e Vivências Locais em Ecossistema Insular (Turiviva+) é integrado no sector do turismo, considerado prioritário na RIS3 Açores, incorporando três prioridades (TUR1, TUR2 e TUR3), de maneira combinada e articulada.

O projeto está alinhado com as prioridades e estratégias da TUR1, cujo escopo é a “Aplicação das tecnologias da informação e comunicação no Turismo”, uma vez que visa aplicar os resultados da pesquisa proposta (Estudos 1 a 3) e o uso de TICs (design e programação de um aplicativo; implementação do aplicativo em Android e iOS) com recurso a tecnologia inovadora de realidade aumentada. A realidade aumentada permite ao turista uma maneira diferente de interagir com a cultura local, através do uso do telemóvel. Essa interação do turista com o local de destino e o equipamento móvel, serão intuitivos, sem exigir do turista uma aprendizagem ou adaptação. Nesse contexto, será possível criar guias interativos com tecnologia de realidade aumentada, através do reconhecimento de imagens e identificação de pontos de interesse localizados geograficamente, que podem ser usados em diferentes sistemas operacionais (Android/IOS, Windows, macOS), adaptados aos vários dispositivos móveis do turista e aglomerará os diferentes recursos turísticos e respetiva interpretação, incluindo património local e eventos. Ter-se-á em consideração o envolvimento ativo da comunidade local na implementação do aplicativo, contribuindo assim para a interpretação do património local e preparação de imagens e outros recursos, tais como vídeos, principais pontos de interesse nos diferentes municípios da ilha de São Miguel.

O projeto está alinhado com as prioridades e estratégias do TUR2, cujo foco é "Identificação e atração de segmentos turísticos específicos a nível internacional, na ótica do desenvolvimento de um turismo sustentável", definindo e consolidando produtos orientados para o turismo positivo (turismo de bem-estar e emoções positivas), que será associado ao Turismo Cultural e Ecoturismo, com produtos específicos baseados na realidade açoriana, ancorada nos fatores diferenciadores da Região, incluindo biodiversidade, património natural, história e património cultural (musical, gastronómico, tradições, etc.), na herança religiosa e na religiosidade, e nas narrativas e lembranças das relações das pessoas idosas com os lugares emblemáticos dos seis municípios da ilha de São Miguel.

O projeto também se integra no TUR3, "Fomento das relações colaborativas e promoção de atividades inovadoras relacionadas com o turismo", porque o "Turiviva +" prevê adoção de estratégias colaborativas, favorecendo uma rede de articulação entre a equipa de investigação, a administração local e a Associação Regional de Turismo dos Açores (ARTA) e a ATA, para promover novos modelos turísticos e novas rotas/caminhos mais sustentável e mais ecológico, preservando a qualidade de vida, o empreendedorismo e a criação de novos negócios/produtos.

Nesse sentido, pretende-se desenvolver três estudos:

Estudo 1. O estudo pretende avaliar o bem-estar dos turistas seniores (turistas com 55 anos +) na sua estadia em São Miguel, identificando experiências que originam bem-estar e felicidade, testando o modelo PERMA (emoções positivas, envolvimento, relacionamentos, significado e comprometimento) para o Turismo Positivo e, assim, abrir uma nova linha de investigação na área do Turismo para o destino dos Açores.

Estudo 2. O estudo pretende reunir narrativas de pessoas idosas através de histórias de vida, memórias de tradições e experiências relacionadas a lugares, nos seis municípios de ilha de São Miguel e na diáspora açoriana, nomeadamente nas áreas de maior concentração de açorianos - nos Estados Unidos da América (costa leste e Califórnia) e Canadá (Toronto e Montreal).

Estudo 3. Incide sobre os estudos científicos nas áreas de biodiversidade, história, património histórico e natural, etnografia e as tradições, bem como as informações obtidas nos estudos 1 e 2, e pretende criar conteúdos inovadores do turismo cultural, projetando rotas que integrem, de maneira sistémica, elementos do património natural e cultural (manifestações populares, cultos, tradições materiais e imateriais).

Para concretizar este projeto, recorre-se a diferentes metodologias (qualitativa, quantitativa e mista), ao comprometimento dos investigadores com formação diferenciada (dos domínios científico da Psicologia, Economia e Gestão, Sociologia, História, Biologia e da Estatística) e recolhe-se informações sobre o envolvimento do turista sénior com o ecossistema insular da ilha de São Miguel e as experiências positivas de bem-estar, para desenhar rotas turísticas inovadoras.

Os produtos finais serão otimizados através da tecnologia da informação e tecnologia de realidade aumentada. Nesse contexto, será desenvolvido uma aplicação baseada num sistema de informação geográfica, promovendo a interação e gestão das informações recolhidas durante a identificação de recursos turísticos georreferenciados, potencializando os resultados através da tecnologia de realidade aumentada. Os inventários de recursos das rotas turísticas estarão acessíveis a partir de utilizadores com diferentes ferramentas e interesses.

Outra das grandes vantagens do “Turiviva +” é a rede de parcerias com os municípios da ilha de São Miguel para o desenvolvimento deste projeto, e os potenciais retornos de pesquisa para as partes interessadas, promovendo a robustez das informações turísticas fornecidas pelas autoridades locais e possibilitando uma maior riqueza de oferta pelos municípios. Deve-se acrescentar que em parceria com organismos de turismo também permite a divulgação dos resultados do projeto em toda a região, Portugal e exterior. O "Turiviva +" reúne um amplo grupo multidisciplinar de investigadores, que aspiram contribuir para o conhecimento científico, bem como colaborar para um desenvolvimento eficaz da região dos Açores, através da abordagem qualitativa e evolução quantitativa do turismo, particularmente no Turismo Sénior.

 

Resultados:

A. Divulgação dos resultados do projeto "Turiviva +" a nível local e global, direcionado para os agentes de turismo e público em geral, por meio de:

    i) guias interativos com tecnologia de realidade aumentada, através do reconhecimento de imagens e identificação de pontos de interesse com recurso à georreferenciação, que podem ser usados em diferentes sistemas operativos (Android/IOS, Windows), adaptado aos vários dispositivos móveis do turista, e aglutinará os diferentes pontos turísticos e o património local;

    ii) TIC’s (implementação do aplicativo no Android e iOS para iphone 5-X) e tecnologia inovadora de realidade aumentada);

    iii) das plataformas virtuais de divulgação de informações de todos os municípios da ilha de São Miguel, Direção Regional de Turismo e OTA (banco de dados de acesso livre);

    iv) site do projeto "Turiviva +" e redes de comunicação social (i.e., facebook, etc);

    v) realização de um e-book.

B. Divulgação à comunidade científica por meio de publicações científicas nacionais e internacionais, participação da equipa em fóruns científicos nacionais e internacionais, bem como na organização e participação de um Congresso Internacional.

C. Divulgação do projeto nos EUA e Canadá, por meio de sessões de divulgação,  para atrair mais turistas seniores e como estratégia de transferência de conhecimento.

Albúm


Evidências/Publicações